domingo, 24 de maio de 2009

Acordo Ortográfico

A partir de 2013 a nova ortografia será obrigatória
.
Assinado em 16 de dezembro de 1990, em Lisboa, com o intuito de unificar a ortografia dos países que tenham o Português como língua, o Acordo Ortográfico a partir deste ano já passou a vigorar e alguns livros didáticos e dicionários já se adaptaram às novas regras. Esse tratado internacional foi ratificado por representantes das nações de Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor Leste. De acordo com o MEC, o período de transição para os livros brasileiros se adequarem às normas vai até o ano de 2012. E a partir de 2013 essas alterações na ortografia serão obrigatórias no País.
Todas essas mudanças constituem-se de um passo importante para a unificação da língua portuguesa, de acordo com o professor e consultor lingüístico Laércio Lutibergue, no Brasil, essas alterações representam 0,5% do vocabulário, enquanto nos demais países que tem o português como língua, as modificações atingiram cerca de 1,6% do vocabulário total. “O objetivo desse acordo é minimizar pelo menos algumas diferenças ortográficas, pois atualmente existe o Português do Brasil e o Português de Portugal, e com o acordo passa a ser uma única versão” diz.
Confira as principais mudanças:
1° O alfabeto passa de 23 letras para ter 26. Foram reintroduzidas as letras K, W e Y.
2° Não se usa mais o trema (¨), sinal que antes era colocado sobre a letra U.
3° Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e oi das palavras paroxítonas (aquelas que tem acento tônico na penúltima silaba), ex: geléia vira geleia; heróico – heroico; idéia - ideia; jóia- joia; bóia - boia; platéia – plateia.
4° O acento circunflexo das palavras terminadas “ôo(s)” e “êem” deixa de ser usado: voo, abençoo, creem, deem, leem e veem.
5° Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/ pelo(s), pólo(s)/ polo(s) e pêra(s)/ pera(s).
6° O hífen deixará de existir quando:
a) O prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento, ex: Aero-espacial vira aeroespacial, Auto-escola vira Autoescola
b) O prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s,duplicam-se essas letras, ex: Contra-rega vira Contrarregra, Mini-saia vira Minissaia.
7° O hífen permanece:
a) Sempre diante do “h”, ex: anti-higiênico, super-homem.
b) Diante de duas vogais iguais, ex: micro-ondas, conta-ataque.
c) Quando o prefixo termina por consoante e o segundo elemento começa pela mesma consoante, ex: inter-racial, super-resistente.
d) No prefixo “vice”, ex: vice-rei, vice-presidente.
e) Nos prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, e pró, ex: ex-aluno, recém-casados, pós-graduação.

2 comentários:

  1. Importante que esse Blog atue em Olinda!!
    Meus parabéns Bárbara!!

    ResponderExcluir
  2. Muito informativo! Parabéns Bárbara!!!

    Beijos

    ResponderExcluir